A VOZ DA CONCIÊNCIA

Assola-me um pensamento,
torna-se persistente!
Algo mais, que tenho a fazer,
que acentua,
um sentimento
e é urgente!
concentro-me no coração.
Uso,
o poder da mente,
depois vejo-o nascer, na acção.
Puro!
Tomar forma,
Envolvente,
p’la minha própria mão.
Tutu…
Tutu…
É batida?
É som crescente?
Não…
É mesmo voz, o que escuto,
Que fala,
que diz, o seguinte…
Estou aqui!
De coração aberto…
Ouvi todos, ouvi!
o que vos falo e alerto…
Ousem furar densidades,
Ir bem fundo,
ao interior.
Pelas brechas,
Soltem verdades!
Exponham-nas,
ao mundo,
tão carente de fulgor…
Ouçam!…
Ouçam todos,
a voz do Amor!
Examinem atentamente,
os vossos actos,
os pensamentos,
os sentimentos…
Façam deles,
Limpos,
a vossa linguagem!
uma linguagem sentida,
em estreita convivência,
com a Energia Divina.
Que pede a unidade,
que apela à “consciência”
de toda a Humanidade!
É do latim, língua mãe,
a proveniência,
do titulo que tem.
“Conscientia”!”
Porque,
a vossa mente vulgar
tem ira,
tem ambição,
não quer perder o lugar,
tem ciúme,
medo,
que lhe tira,
a razão,
que o impede de avançar
e carrega de negrume…

É que,
A necessita alargar!
Caminhe à luz do amor,
opte por estar em paz!
Saiba, que todos têm valor
apenas isso me apraz!
Você semeia
negatividade,
quando despreza,
quando age,
com crueldade.
Mas disso,
nunca se lembra,
quando lhe foge
a felicidade
e mergulha na tristeza.
Pare de julgar
o outro,
A quem diz amar.
Seja manso!
A sua origem
É divina!
Aceite o que lhe digo,
que todo o mal que semear,
o tem como castigo.
Sois vós, que o ides convidar,
A tornar-se infortúnio!
É esta a Lei do Universo!
Mas se acaso
fizerdes o contrário…
atraireis de facto,
prosperidade!
É necessário mudar,
a vossa natureza inferior
e para a transformar,
é só ir ao interior.
Escavar,
aprofundar,
romper,
libertar,
ousar
ser:
a Excelência,
a essência,
a consciência,
que você é, na realidade!
É urgente,
Sentir-se esculpido,
Na obra-prima da vida.
É urgente
polir a sua pedra bruta!
É urgente,
sensibilizar
toda a gente,
do poder que tem,
a sua mente!
 

Em Abril 2005
Maria José Letras

VITA

Quero falar da vida,
Da vida do ser.
Quero sentir o que digo,
se ao dizer,
não contradiga
que vida e renascer
têm o mesmo sentido.
Quero falar da mulher,
Da Mãe, propriamente.
Da sua energia Divina
Da Deusa terra,
Em que Cai a semente
E germina…
Qual semente
a fecunda,
assim tão mormente
que a deixa feliz, a exulta?
Pára um pouco
e medita,
no que faz
nascer  a vida…


Se não fora,
A emoção…
Se não fora,
O Amor…
Se não fora,
A união,
A flor
da harmonia,
que a água
vivifica…
Que força maior,
O faria…

Quero agora,
falar do ar,
que inspiro,
o vento,
que me toca,
o pensamento
e mesmo que o não  veja
cumpre-me muito,
respeitar,

porque é o Espírito, que entra no meu corpo denso…
Se não fora
Ele a soprar
na minha ponderação,
como poderia
eu, aqui  estar
consigo,
a falar,
de intuição…
de renovação?
Como poderia respirar,
estar vivo.
Puder transformar,
o granito
em pedra filosofal…

Quero ao sol,
agradecer,
A chama,
O seu calor,
A energia
a luz,
que para além do corpo físico,
me aquecer
a iniciativa,
o movimento
que me induz,
também a alma,
acima de tudo,
me conduz,
na busca do meu saber


Abro-me  então ao Amor
E digo-lhe, a si leitor,


Que a vida está,
nas nossas mãos

 

Em Abril 2005
Maria José Letras

EU SOU

Se eu for luz…
Se tu fores luz…
Se eu trabalhar pelo bem…
Se tu assim também…
Então eu sou o sol
Tu és!
Tornamos o mundo melhor
Deus está dentro de nós

 

Em Abril 2005
Maria José Letras

VITA

Pára um pouco
e medita,
no que faz nascer a vida…
Se não fora
a emoção,
se não fora
o Amor,
Se não fora
a união,
a flor
da harmonia…
Que força maior o faria?

Wait a little
and think
in what it makes to be born the life…
if it are not the emotion,
the love,
if it are not the union,
the flower of the harmony…
What greater strengths could do it?

 
 

Em Abril 2005
Maria José Letras

TESTEMUNHOS

Autenticar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
ptenfrgldeiwites

Maria Jodé Letras (c) 2015 - Todos os direitos reservados

FacebookTwitter